Janela do Conhecimento
Menu
xPrincipal
Voltar a p?gina anterior

ESTA PLANTA É UM VERDADEIRO MILAGRE E PODE CURAR MAIS DE 100 DOENÇAS

 

A alfafa é uma planta medicinal completa e de grande atuação em todas as áreas do corpo. É também conhecida como lucerna. Pertence a família das Leguminosas.

 

 

O nome alfafa é de origem árabe, derivado de al-fac-facah, que significa “o pai de todas as comidas”. Suas propriedades medicinais se encontram nas folhas, flores e principalmente nos brotos de alfafa.

 

A planta é altamente nutritiva, traz benefícios para a glândula pituitária (hipófise), alcaliniza o corpo rapidamente e desintoxica o fígado; é utilizada em feridas e pode ser usada como uma erva de banho  pois tem ação bactericida.

 

A

 

A raiz da alfafa pode ser descascada, secada e desfiada para ser usada como uma espécie de escova de dente natural, pois a planta possui propriedades medicinais para combater a halitose (mau-hálito); rica em clorofila e cálcio, possui vitamina C, vitamina K, ácido fenólico, ácido fólico, cobre, fósforo, manganês, ferro, zinco, flúor e várias outras substâncias.

 

Possui propriedades antioxidantes e ajuda a diminuir os níveis de colesterol, reduzindo o risco de aterosclerose. O ácido fenólico ajuda a prevenir a formação de coágulos sanguíneos, reduzindo a incidência de doenças cardiovasculares. Os carotenóides previnem o surgimento de doenças degenerativas nos olhos e podem ajudar a prevenir o aparecimento de alguns tipos de câncer e doenças do coração.

 

O efeito diurético da alfafa evita que o corpo retenha muitos líquidos; por ser um alimento alcalino e rico em minerais, ajuda a eliminar o sódio em excesso no corpo, evitando a ocorrência de gota; ajuda a equilibrar a acidez do sangue, protege os intestinos de absorver gorduras e age eliminando as gorduras de forma natural.

 

A alfafa é rica em proteínas, eficaz no tratamento de anemias e deficiência de ferro no corpo. Auxilia a circulação sanguínea, protegendo de hemorragias. O chá de alfafa tomado em jejum calcifica os ossos e combate o raquitismo e o excesso de uréia, além de ser um calmante natural.

 

A

       

Combate o escorbuto (doença causada pela deficiência de vitamina C no corpo), falta de apetite, má digestão, úlceras nervosas, cistite, reumatismo e artrite.

 

A

   

As flores e as folhas podem ser comidas em forma de salada ou cozidas na panela; o broto pode ser cozido e depois consumido em forma de legume na salada ou adicionado a sopa.

 

A

 

Com carinho,

Ester de Susan

A

Fontes: GUIA DE PLANTAS MEDICINAIS AROMÁTICAS E CONDIMENTARES / ANTONIO  OLIVEIRA

 

Querido amigo leitor, se gostou desse artigo, poderá gostar também deste maravilhoso e fantástico manual sobre plantas: clique no livro abaixo.