Conhea os cinco ritos tibetanos que so a chave para a vitalidade sade e juventude
Voltar a p?gina anterior

Conheça os cinco ritos tibetanos, que são a chave para a vitalidade, saúde e juventude

 

Os Cinco Ritos operam conforme o princípio da energia vital básica, ou prana. Essa energia, embora intangível, é a própria e poderosa força vital, o elemento que controla a vida. A prática regular dos Cinco Ritos, na sequência adequada, ativa o vasto reservatório de energia vital da pessoa e estimula a sua circulação no corpo e na mente. Isto gera saúde sólida, vitalidade e longevidade.

 

Conheça os 5 ritos tibetanos que são a chave para a vitalidade, saúde e juventude

 

A energia vital passa por sete centros energéticos “invisíveis”, no corpo, chamados chacras, os quais se parecem com vórtices ou rodas em movimento.

 

Os chacras afetam o corpo físico por intermédio das sete glândulas do sistema endócrino. A energia vital passa por eles e se espalha pelo corpo através das glândulas endócrinas.

 

O desequilíbrio ou a escassez de quaisquer hormônios segregados pelo sistema endócrino é consequência de um problema com um ou mais chacras. O mau funcionamento do sistema endócrino conduz rapidamente à doença, à deterioração, ao envelhecimento e até à morte.

 

A velocidade de rotação do chacra é a chave da saúde e da longevidade. Numa pessoa saudável, os sete chacras giram muito rapidamente e à mesma velocidade. Acelerar a rotação dos chacras significa retardar o processo de envelhecimento. Se um ou mais chacras ficar bloqueado e sua velocidade natural diminuir ou cessar, estabelecem-se o envelhecimento e a doença.

 

Os Cinco Ritos aumentam a velocidade dos chacras, coordenam sua rotação de modo que eles fiquem em harmonia e distribuam energia pura no sistema endócrino e, assim, nos órgãos e processos do corpo. Quando isso acontece, o resultado é a otimização da saúde, do rejuvenescimento e da vitalidade.

 

 

Antes de começar a praticar os Cinco Ritos, é bom saber algumas coisas importantes:

  1. Na primeira semana, faça três vezes cada um dos Cinco Ritos, uma vez por dia. Depois, durante nove semanas, acrescente semanalmente duas repetições de cada um deles. Passadas as nove semanas, você estará fazendo 21 vezes cada rito. Não há problema nenhum em aumentar o número de repetições num ritmo mais lento, caso seja necessário. É melhor praticar os ritos pela manhã: assim, os efeitos benéficos se estendem por todo o dia. Se quiser, pode fazer a sequência completa duas vezes por dia, de manhã e à noite, porém não há necessidade de mais do que 21 repetições para alcançar os resultados desejados.

  2. Pratique os ritos conforme as orientações. Qualquer mudança anula-lhes o efeito.

  3. Qualquer tipo de exercício novo para o corpo deve ser feito com cuidado. A prática dos ritos desencadeia alterações físicas. Inicialmente, os ritos, que estimulam a circulação, podem ter um profundo efeito desintoxicante, e esta é uma boa razão para chegar à rotina completa gradualmente.

Obs: Aquecimento e alongamento antes de iniciar é fundamental.

 

RITO NÚMERO UM

BENEFÍCIOS: melhora a circulação, que por sua vez ajuda a aliviar as varizes; tonifica os braços e pode ajudar se você tiver osteoporose nos braços; aumenta o fluxo de energia nos chacras, principalmente nos que se localizam no alto da cabeça, na testa, no peito e nos joelhos, estimulando a revitalização das células; ajuda o fluxo do fluido cerebrospinal, que contribui para a lucidez e ajuda a prevenir as dores de cabeça. A prática diária do Rito Número Um irradia um processo de rejuvenescimento em todo o corpo.

 

Conheça os 5 ritos tibetanos que são a chave para a vitalidade, saúde e juventude

 

POSIÇÃO INICIAL:  ▪Fique de pé, com os braços estendidos e paralelos ao chão, a palma das mãos voltada para baixo. Os ombros não devem estar erguidos nem tensos, e os braços devem ficar alinhados com eles. ▪ Imagine um relógio no chão, sob seus pés, com o mostrador para cima. Ao começar a girar, faça-o na mesma direção dos ponteiros. AÇÃO ▪ Gire da esquerda para a direita, fazendo um círculo completo. Comece e termine devagar, acelerando e desacelerando gradualmente. Isto evita o estresse indevido no corpo. Respire lenta e uniformemente enquanto rodopia. ▪ Pode ser que você fique ligeiramente tonto. Para aliviar essa sensação, concentre a vista num ponto bem a sua frente antes de começar. Ao girar, mantenha o olhar nesse ponto o máximo possível. Quando o ponto tornar a entrar em seu campo visual, volte a enfocá-lo. ▪ Terminando de girar, respire fundo algumas vezes, inspirando e expirando pelo nariz. Relaxe o corpo. Deite-se para se preparar para o Rito Número Dois. Espere até que a eventual tontura desapareça por completo. Não inicie o próximo rito enquanto não estiver se sentindo completamente equilibrado.

 

RITO NÚMERO DOIS

BENEFÍCIOS: rejuvenesce a glândula tireóide, as supra-renais, os rins, todos os órgãos do aparelho digestivo, assim como os órgãos e glândulas sexuais, inclusive a próstata e o útero. Faz particularmente bem para as mulheres na menopausa e para as que tendem a ter menstruação irregular ou atrasada. Tonifica e fortalece o abdômen, tonifica o diafragma, aprofunda a respiração e alivia a tensão muscular lombar e no pescoço. A prática desses movimentos acelera a rotação dos chacras, principalmente a do 5, a do 3 e a do 2, na garganta e nas regiões superior e inferior do abdômen, intensificando a sensação de vitalidade e energia.

 

Conheça os 5 ritos tibetanos que são a chave para a vitalidade, saúde e juventude

 

POSIÇÃO INICIAL: ▪ Deite-se de costas, no chão, com as pernas estendidas. É melhor fazê-lo num tapete grosso, num colchão de ginástica ou numa superfície acolchoada para proteger a espinha e evitar o contato com o piso frio. ▪ Coloque os braços junto ao corpo, paralelamente a ele, a palma das mãos no chão, os dedos unidos. AÇÃO: ▪ Inspire pelo nariz ao mesmo tempo em que ergue a cabeça do chão, encostando o queixo no peito. Simultaneamente, levante as pernas unidas até que cheguem a uma posição próxima da vertical. ▪ É importante manter as pernas o mais esticadas possível. Se você não conseguir conservá-las perfeitamente esticadas, dobre os joelhos apenas o absolutamente necessário. Esforce-se para conseguir erguê-las sem dobrar os joelhos. ▪ Vá baixando devagar e ao mesmo tempo a cabeça e as pernas até o chão, sempre procurando mantê-las tão esticadas quanto possível. Enquanto isso, expire suavemente pelo nariz. ▪ Relaxe os músculos um momento e repita o movimento.

 

RITO NÚMERO TRÊS

BENEFÍCIOS: rejuvenesce a glândula tireóide, as supra-renais, os rins, todos os órgãos do aparelho digestivo, assim como os órgãos e glândulas sexuais, inclusive a próstata e o útero. Faz particularmente bem para as mulheres na menopausa e para as que tendem a ter menstruação irregular ou atrasada. Tonifica e fortalece o abdômen, tonifica o diafragma, aprofunda a respiração e alivia a tensão muscular lombar e no pescoço. A prática desses movimentos acelera a rotação dos chacras, principalmente a do 5, a do 3 e a do 2, na garganta e nas regiões superior e inferior do abdômen, intensificando a sensação de vitalidade e energia.

 

Conheça os 5 ritos tibetanos que são a chave para a vitalidade, saúde e juventude

 

POSIÇÃO INICIAL: ▪ Ajoelhe-se no chão com a parte inferior das pernas estendidas atrás de você, os dedos dos pés dobrados e o resto do corpo ereto. ▪ Segure as coxas com as mãos, os polegares voltados para frente, e inspire pelo nariz. AÇÃO ▪ Expire suavemente pelo nariz enquanto inclina a cabeça e o pescoço para frente, encostando o queixo no peito. ▪ Inspire devagar e profundamente ao mesmo tempo em que se inclina para trás de modo que o tronco fique por cima da parte inferior das pernas. Acompanhe com a cabeça o arquear da espinha, inclinando-a suavemente para trás o máximo que lhe for possível. ▪ Expire e volte à posição inicial. Inspire e repita.

  

RITO NÚMERO QUATRO

BENEFÍCIOS: fortifica a glândula tireóide, o aparelho digestivo, os órgãos e as glândulas sexuais, inclusive a próstata e o útero, além da circulação e do fluxo linfático. Tonifica o abdômen, as coxas, os braços e os ombros. Se você tiver congestão de sínus, descobrirá que ele ajuda a descongestionar as vias nasais. Se sofrer de artrite no pescoço, nos ombros, nos quadris e nos joelhos, verá que esse movimento é particularmente benéfico para aliviar os sintomas. O mesmo vale para os que sofrem de osteoporose nos braços, nas pernas e na pelve. Ele também aprofunda a respiração e acelera os principais chacras relacionados com as regiões da garganta, do peito, das partes superior e inferior do abdômen e do cóccix (chacras 5, 4, 6, 2 e 1) e o chacra menor correspondente à região dos joelhos, estimulando a energia nuclear e a vitalidade e oferecendo um impulso especial ao sistema imunológico. Também os ciclos menstruais atrasados e os sintomas da menopausa podem ser positivamente influenciados por esse movimento.

 

Conheça os 5 ritos tibetanos que são a chave para a vitalidade, saúde e juventude

 

POSIÇÃO INICIAL: ▪ Sente-se no chão com a espinha reta, as pernas totalmente esticadas à sua frente, os pés separados na largura de seus ombros. ▪ Ponha as palmas das mãos no chão, lado a lado com as nádegas, ficando os braços retos, os dedos apontados para os pés. AÇÃO: ▪ Expire e encoste o queixo no peito. Inspire devagar ao mesmo tempo em que vai inclinando a cabeça para trás ao máximo que lhe for naturalmente possível. Erga o tronco enquanto continua a inspirar lenta e profundamente. Seus joelhos devem ficar dobrados, posicionados acima dos tornozelos, os braços retos, perpendiculares ao chão. O peito, o abdômen e as coxas devem formar uma ponte ou um arco. Fique com os pés bem assentados no chão. ▪ Nesta posição, contraia todos os músculos do corpo e retenha a respiração. Então expire gradual e totalmente, esvaziando os pulmões enquanto relaxa os músculos e volta à posição original. ▪ Descanse um momento, inspire e repita.

 

RITO NÚMERO CINCO

BENEFÍCIO: rejuvenesce a glândula tireóide, as supra-renais, os rins, todos os órgãos do aparelho digestivo, assim como os órgãos e as glândulas sexuais, inclusive a próstata e o útero. Melhora a circulação e o fluxo linfático, o que tem um impacto positivo sobre o sistema imunológico, estimula a respiração mais profunda, a energia e a vitalidade, além de acelerar todos os chacras. Tonifica o abdômen, as pernas e os braços, e ajuda a aliviar a dor lombar e a rigidez das pernas e do pescoço. Tal como os ritos números Dois, Três e Quatro, é particularmente útil para aliviar os sintomas da menopausa e a menstruação irregular ou atrasada. Limpa os sínus, reduz os problemas digestivos e intestinais, ajuda os que sofrem de osteoporose nos braços e nas pernas e alivia os que têm artrite nos quadris, nas costas, nos ombros, nas mãos e nos pés.

 

Conheça os 5 ritos tibetanos que são a chave para a vitalidade, saúde e juventude

 

POSIÇÃO INICIAL: ▪ Comece deitando-se de bruços, as pernas esticadas e os dedos dos pés dobrados por baixo delas. Coloque as mãos diretamente sob os ombros, com a palma para baixo. Os pés devem ficar separados na largura dos ombros, alinhados com as mãos, a fim de lhe proporcionarem uma base sólida. ▪ Erga o corpo, inclusive as pernas, esticando bem os braços perpendicularmente ao chão flexionando os artelhos. Esta posição lembra uma flexão de braços modificada; a espinha deve ficar arqueada; o peito, erguido; e a região lombar, curvada. AÇÃO: ▪ Inspire lentamente pelo nariz ao mesmo tempo em que inclina suavemente a cabeça para trás, o máximo possível. 136 ▪ Continue inspirando ao curvar os quadris, levando o corpo a formar um V de ponta-cabeça. À medida que você passa para esta posição, sua cabeça irá naturalmente para frente. Encoste o queixo no peito de modo a conseguir ver os seus pés, que agora estão quase totalmente plantados no chão, só com os calcanhares um pouco erguidos. ▪ Expire, esvaziando completamente os pulmões, enquanto volta à posição arqueada, com os braços e as pernas retos. Inspire e repita.

 

Obs.: É aconselhável passar cinco dou dez minutos relaxando ao completar os Cinco Ritos.

 

Nota: Peça orientação profissional se você for portador de: esclerose múltipla, doença de Parkinson; síndrome de Ménière; vertigem; convulsões;  Se tiver o coração dilatado, problema de válvula mitral ou houver sofrido um ataquecardíaco nos últimos três meses.

 

O Vídeo abaixo poderá orientá-lo nos exercícios:

 

Granthi Mudra: Desfaça os nós energéticos que impedem seu progresso;
O PODER DA INTENÇÃO: MANIFESTE MILAGRES EM SUA VIDA;

Conheça nossos info produtos.

Desenvolvido por