Janela do Conhecimento
Menu
xPrincipal
Voltar a p?gina anterior

ANJOS DE BLUE JEANS

            Você precisa de um milagre na sua vida. Já recebeu um milagre em sua vida, ou acha que nunca teve um milagre. Será que sabemos reconhecer um milagre? Ou na maioria das vezes quando acontece o inexplicável, achamos ser fato do acaso.

 

             Este é um relato verídico de uma família muito simples, que planeja passar três dias de férias em uma praia na cidade de Tramandaí/RS.

 

             Essa família consiste em pai, mãe e um menino de quatro anos, e no seu entendimento tudo é tranquilo.

 

familia

 

             O início da aventura começa quando há primeiro a verificação de quanto dinheiro tem para o passeio, o dinheiro é pouco, a solução é vender uma embalagem de gás doméstico (tinham uma de reserva), no primeiro momento tudo estava bem.

 

              O segundo passo era a ver se estava tudo ok no veículo, era um fusquinha de cor azul claro com tantos buracos na lata que não havia necessidade de ar condicionado. O Fusca é um carro muito versátil, funciona até sem o motor (imaginem a cena).

 

            Foi um momento maravilhoso para a família: três dias de férias na praia, bem ao chegar no litoral iriam até um Hotel, e pediriam para colocar sua barraca iglu no pátio, pois conheciam o dono do Hotel. A família chegou até o litoral e pediram ao dono do Hotel, ele deixou, mas apenas durante a noite, de dia deveria ser desmanchada, e é claro que eles consentiram com a condição.

 

            A simplicidade da família não era maior do que sua alegria de poder aproveitar os dias de sol e férias alegres e divertidas. Os dias de férias então terminaram e era hora de voltar para casa, da mesma maneira simples que foram. Aproveitaram muito e por isso, sentiram-se muito gratos a Deus pelos dias. Não sentiram inveja dos mais bem estalados, ou se sentiram inferiores por ter um fusquinha simples, mas sentiram-se com o coração cheio de gratidão pois foram três dias abençoados.

 

familia

 

            É a hora do retorno para casa, já estava escurecendo, e esta doce família segue o seu caminho (sabemos que quando se viaja com criança pequena é bom levar água e algumas frutas, mas eles não tinham talvez por que o dinheiro havia acabado).

 

            A distância da viagem era de 250km, mas a estrada era péssima, poderiam levar até 4hrs para chegar em casa. Os três chegam em um trecho crítico, e a estrada não podia estar pior, eram muitos buracos. Este era um momento crítico, e em todo planejamento, os pneus do fusca foram esquecidos, e suas condições não podiam ser piores: carecas e estepe vazio.

 

carro

 

            Acontece o inesperado: o pneu dianteiro estoura, estepe vazio e a pequena família fica isolada na estrada. O tempo corre já passa das 23h, o menino chora de fome e sede, mas ninguém parava para socorrer um fusquinha simples e avariado.

 

            É madrugada e a família está ali esperando, não grita, não esbraveja, ela espera, tudo está muito escuro e perigoso. Os carros não passam mais, é 2h da madrugada.

 

fusca

 

            Como Deus é surpreendentemente maravilhoso, a doce família avista um carro que apareceu, foi chegando e se aproximando do fusquinha e para, dá para ver que é um carro extremamente luxuoso. A porta do carro é aberta e uma moça loura muito bonita vestindo jeans desce. Em seguida, dois rapazes também usando jeans saem do carro (nesta época jeans no Brasil era muito raro, só os importados).

 

            Os jovens logo se organizam: a moça leva água e bolachas para o menino, seguidamente verificam o problema com os pneus, um dos rapazes fica com a família para protegê-los, enquanto a moça e o outro rapaz falam que vão buscar pneus (imaginem buscar pneus na madrugada, é impossível, mas não para Deus).

 

            E incrivelmente rápido, o rapaz e a moça retornam com dois pneus, montados já com as rodas de fusca, as colocando no lugar em um piscar de olhos. A família ficou extremamente agradecida, então pediram seus endereços para devolver os pneus ou pagarem novos, eles deram o nome da cidade, o nome da rua, o número da casa e como ponto de referência uma fábrica de calçados.

 

tchau

 

            A família volta para casa. No outro dia, o marido arruma seus pneus e parte para localizar o endereço. O homem estava decidido a encontrar o dono dos pneus, foi até a prefeitura para localizar o endereço e a fábrica de calcados. Para sua surpresa, falaram que nunca houve fábrica de calcados na cidade e o endereço não estava no mapa da cidade.

 

            Esta pequena família agradeceu a Deus, pois talvez pudesse ter pensado que era simples demais para Deus mover três anjos no meio da noite para socorrê-los.

 

            Podemos pensar que estamos sós em com dificuldades, que não temos como resolver, mas você não está só, e suas dificuldades Deus resolve, pode ter certeza.   

 

           

            Com carinho e amor.

 

            Ester de Susan, 2015.