Janela do Conhecimento
Menu
xPrincipal
Voltar a p?gina anterior

A BUSCA, SINCRONICIDADE.

Sincronicidade é a experiência de dois ou mais eventos que estão ocorrendo aparentemente sem relação causal em conjunto, de forma significativa para o observador. Para caracterizar como sincronicidade, os eventos devem ser pouco prováveis de acontecer e por acaso.

 

sinc

 

O famoso psicoterapeuta Carl Gustav Jung cunhou o termo sincronicidade na década de 1920 para fazer referência ao alinhamento de forças universais com experiências de uma pessoa.

 

Estas forças têm sido procuradas por séculos em muitas tradições espirituais, como um meio de se alinhar com o "fluxo". Isso normalmente leva anos de meditação disciplinada, estudo, ritual ou outros meios para navegar nesta jornada em direção a uma harmônica "individuação". Para alguns a busca é interior, mas para outros é uma pesquisa externa para a espiritualidade.

 

No livro de Jung, "Sincronicidade", é o significado subjetivo que nos conecta. Sem um observador (você), não há mente, não há sincronicidade e nenhum significado. .Pensando em algo antes que aconteça, visão remota, telecinese, de onde é que essas habilidades vêm? Considerando que os cientistas não aceitam a mente como uma causa, como, então podemos provar tudo isso?

 

A verdade é que estamos usando uma ciência falha, porque é incompleta.  O Físico, Dr. William Tiller, propõe que a consciência é o que está faltando  nesta equação. É o integrador de unificação de todos os componentes individuais. Bohm, diz que há uma variável oculta, o que implica que nem a relatividade e nem a mecânica quântica deve ser aceita como uma solução conclusiva nem exclusiva.

 

sinc

 

Esta pesquisa começou com Carl Jung, mas milênios antes de Jung o homem tem experimentado a sincronicidade. Teoricamente ela começa fora do nosso espaço-tempo, no fluxo onde todas as saídas de conhecimento de nossa realidade material toma forma. Em seguida, ela se desdobra em nossa dimensão só para voltar para o fluxo. Isso é descrito pela teoria de David Bohm de "ordem implícita". No entanto antes da sincronicidade, a humanidade antiga usava palavras como simpatia, harmonia e unidade.

 

No século IV aC, o filósofo grego Heráclito considerava todas as coisas como sendo inter-relacionadas, nada era isolado e que todas as coisas estavam ligadas . Da mesma forma Hipócrates disse: "Há um só fluxo comum, uma respiração comum. Tudo está em simpatia, em ligação, mesmo entre objetos inanimados”. - Uma forma de "animismo" ou a crença de que toda a matéria tem consciência. Esta é uma ideia clássica em que a separação é uma ilusão.

 

Agora, o que você deve saber é que Jung teve ao longo da vida muitas experiências com o paranormal: colapsos catastróficos do equipamento experimental que inexplicavelmente ocorria quando ele estava por perto. Outros cientistas temiam sua presença durante as experiências porque acreditavam que ele era a causa. 

 

Max Planck o pai da física quântica, disse: "Toda a matéria se origina e existe, apenas em virtude de uma força. Devemos assumir que por trás dessa força há a existência de uma mente consciente e inteligente. Esta mente é a matriz de toda a matéria. "Isaac Newton” acreditava que o universo era mecânico, posto em movimento por Deus.

 

O que muitas destas teorias e crenças têm em comum, é que seus próprios pensamentos podem alterar o mundo exterior em relação a você . Porém, você sozinho não é o criador dentro do fluxo do campo de origem. Você é simplesmente parte do processo. O maior segredo é que não há um co-criador. Em última análise, há uma inteligência coordenadora separada no controle.

 

A realidade é que, nós sempre soubemos que estávamos sendo observados, mesmo em uma sala vazia, nunca estamos realmente sozinhos. Quantas vezes eventos que parecem tão estranhos e estatisticamente improváveis tenham ocorrido por acaso? Eles devem ter se originado externamente. Isto significa, que a fonte que controla tudo está lá fora, e não dentro.

 

 

Publicado em 13/07/2015

Fonte: wakingtimes

http://www.espiritualesuniversi.com/Sincronicidade-e-o-Segredo-do-Co-criador